Acção #01 de [O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE] – de arte participada, TEDXCoimbra, 2016.

[O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE]

sinopse | Um happeningna sua acção #012 concebido para espaço público com recurso a um texto matriz com tratamento no campo da literatura cibernética e às composições textuais resultantes de combinações de computação generativa – trabalho de Pedro Barbosa, “História De Um Homem Citadino”.

Neste trabalho explora-se a plástica sonora polifónica, a voz humana dessincronizada mesclada com a palavra, significados e multicontextos com ligação à vida de um quotidiano demente no mundo contemporâneo real, o caos humano (individual e colectivo) e a condição humana trans-temporal em que, o poder do comungar ou do comer do pão não ausente, é gerador do silêncio. Uma situação inter-mediada pelas orientações da performer em tempo real presente e por um tutorial distribuído que convoca a(s) experiência(s) estética(s) na acção participada do público – gerador de sentido.

1Allan Kaprow, (1958).

2A acção #01 de “O Pão Nosso De Cada Dia Nos Dai Hoje” decorreu em “Olhar para trás e seguir em frente!” no TEDXCoimbra, Galeria Santa Clara, Coimbra, 26 de Outubro de 2016.

 

Isabel Maria Dos, [O PÃO NOSSO DE CADA NOS DAI HOJE], um dos excertos sonoros polifónicos originais que contou com a acção participada do público.

14872534_10154596001187305_1815417317_n-1

[O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE]

Legenda das imagens: cadernos de instruções, de notas orientadoras para os elementos do público participante em O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE, TEDXCoimbra, Galeria Santa Clara, Coimbra, 29 de outubro de 2016.

1Allan Kaprow, (1958).

Advertisements