[PAISAGENS NEUROLÓGICAS – ARTE & CIÊNCIA] ed. #4, 2017 | 2º ANDAMENTO

2º a n d a m e n t o  | 11 de novembro

Parte #01 | 10H00 | CNC-UC (Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra) | Auditório


FREDERICO DINIS apresentou: [A (DES)CONSTRUÇÃO DA RESILIÊNCIA] 

sinopse | Em formato de comunicação apresenta-se [de]construction  – uma performance inspirada na história e nos valores culturais das diferentes apropriações ao longo do tempo de Conímbriga, que combinou diferentes meios, tendo sido apresentada no Museu Monográfico de Conímbriga em julho de 2017. [de]construction centra-se num diálogo entre dois performers, mediado pelos meios sonoro e visual. Um dos performers enquadra-se como narrador, lembrando e imaginando outros lugares possíveis através da construção das narrativas sonora e visual em tempo real. O outro performer funciona como uma metáfora da resiliência, um corpo que habita num espaço/tempo, descontextualizado das suas características formais e representativo da ambiguidade, da pertença, da reminiscência, da decadência e da intemporalidade, de um outro qualquer espaço/tempo. Nesta comunicação procura-se (des)construir um lugar específico, explorando um processo de investigação e de criação pessoal que resulta da intersecção entre a arte, a tecnologia, a identidade e o espaço, procurando ainda refletir sobre a importância do contexto local (site-specific) e do sentido de lugar (sense of place) e tendo como ponto de partida a apropriação de memórias e de arquivos.

Frederico Dinis

23732184_10155800940802305_1152744976_o.jpgbio | Frederico Dinis é investigador e compositor intermédia, que utiliza meios sonoros e visuais, e que desenvolve o seu trabalho recorrendo a diferentes formatos. É conhecido pela concepção de paisagens sonoras e visuais que procuram gerar interpretações diversas e transportar o público para lugares desconhecidos e o seu trabalho tem sido abraçado por museus, salas de concerto, festivais e espaços públicos. Atualmente encontra-se a desenvolver a sua linguagem com o objetivo de promover processos audiovisuais inovadores e explorar as relações e diálogos entre som e imagem no Doutoramento em Estudos Artísticos da Universidade de Coimbra. É investigador colaborador do CEIS20 – Centro de Estudos Interdisciplinares do  Século XX da Universidade de Coimbra. https://fredericodinis.wordpress.com

 


NAZARETE CATRÉ apresentou: [PARA ALÉM DO CORPO E DA IMANÊNCIA: A INTERPELAÇÃO DA TRANSCENDÊNCIA…] (comunicação)

sinopse | Atravessando o tempo, povos e distintas culturas, a dimensão espiritual presente no ser humano é geradora de múltiplas manifestações, entre elas as religiosas, que o [re]ligam ao Transcendente. Ainda que, durante uma época, essas exteriorizações tenham sido vistas como uma forma de neurose ou de alienação social, atualmente os estudos têm evidenciado que assim não é, pelo contrário: elas apresentam sobretudo repercussões positivas em aspetos concretos da vida das pessoas como sejam a sua saúde, o seu bem-estar e a sua qualidade de vida [física, psicológica, do meio envolvente, das relações sociais]. Num mundo conturbado como aquele em que vivemos, contrabalançados que estamos na dupla vertente da nossa condição humana de seres demens e sapienstenebrosos e luminosos, decadentes e resgatáveis; de seres que vivem, respetivamente, entre o dia-bólico que os mergulha na obscuridade e o sim-bólico que os anima para a luz (Boff, 1998), questionamo-nos: é essa dimensão espiritual o que [verdadeiramente e apesar de tudo] nos humaniza?

23732535_10155800947877305_1657274648_o.jpg

23768856_10155800955162305_524862104_o.jpg

bio | Nazarete Catré (Maria Nazarete Costa Catré) nasceu em Angola, em 1963. É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Enveredou pela área da Educação, exercendo as funções de Professora. Por isso, a sua formação integra ainda o Curso Básico de Ciências Religiosas e o Curso de Desenvolvimento Pessoal e Social e Pós-graduações/Formações Especializadas em Educação Especial, Animação Socioeducativa, Administração Escolar e Educacional, Bibliotecas e Animação da Leitura. Doutorou-se em Psicologia (especialidade Psicologia da Educação) pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra em associação com a Universidade de Lisboa. Publicações: Costa Catré, M.N., Ferreira, J.A., Pessoa, T., Pereira, M., Canavarro, M. C., & Catré, A. (2014). O domínio SRPB (Spirituality, Religiousness, and Personal Beliefs) do WHOQOL-SRPB. Revista Análise Psicológica, 4, 401-417. doi: 10.14417/ap.872 Costa Catré, M.N., Ferreira, J.A., Pessoa, T., Catré, A. & Catré, M.C. (2016). Espiritualidade: Contributos para uma clarificação do conceito. Revista Análise Psicológica, 34, 1, 31-46. doi: 10.144417/ap.877


RÚBEN GOMES apresentou: [DO PAPEL PARA O ECRÃ: O CORPO COMO UM ÓNUS] (comunicação)

sinopse | Mais que um mero relato de uma narrativa que é consubstanciada na imagem reproduzida em meios físicos como ecrãs dos televisores, telas dos computadores, ecrãs dos tablets e smartphones ou das salas de cinema, há um conjunto de aspectos indestrinçáveis do storytelling que o tornam uma marca societária e nos levam a questionar a sua origem, processo e receptividade. Nos “Persona”, de Ingmar Bergman, ou “A Pele que Habito”, de Pedro Almodóvar, o corpo assume um ónus que nos transporta da sua concepção e visualização através dos dispositivos supracitados até a uma opulenta reflexão da condição humana. É, pois, pretensão reflectir sobre eles desde o que potenciou a sua escrita e produção até aos significados substractos que nos transmitem.

23760413_10155800967297305_1557922924_o.jpg

23768563_10155800965252305_55191929_o.jpgbio | Rúben Gomes tem interesse pelos mais diversos aspectos da vivência em sociedade. Praticou teatro e jornalismo amadores durante o ensino secundário. Essa experiência inspirou-o para o percurso que iria realizar no futuro. Realizou a licenciatura e o mestrado em Estudos Artísticos, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. No presente, os seu estudos centram-se na área dos Estudos Fílmicos e da Imagem. Paralelamente à actividade académica, participa em projectos de educação não-formal do programa Erasmus+, da União Europeia.


Parte #02 | 15H00 | MUSEU PO.RO.S | Auditória


JOÃO MENDES RIBEIRO apresentou: [CAMPO EXPANDIDO DA ARQUITECTURA: ENTRE O OBJECTO E A ARQUITECTURA] (comunicação)

sinopse | Trata-se de uma comunicação de apresentação de exemplos de micro-arquitecturas, de dispositivos de escala intermédia, entre o objecto e a arquitectura, onde a presença do corpo tem um papel central no processo de concepção dos objectos. Cada dispositivo ganha o seu verdadeiro sentido com a presença do corpo humano. Procura-se estabelecer categorias críticas de reconhecimento do território onde a Arquitectura e a Arte interagem, promovendo novos percursos interpretativos, abrindo caminho a novas possibilidades de investigação.

23757594_10155801164542305_597756818_o.jpg

 

23768630_10155801164702305_745568281_o.jpg

bio | João Mendes Ribeiro nasceu em Coimbra em 1960. Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, em 1986. Doutorado pela Universidade de Coimbra, em 2009. Professor Auxiliar do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. Prémio Architécti 1997 e 2000. Prémio Diogo de Castilho (Coimbra) 2003, 2007, 2011 e 2017. Prémio FAD (Barcelona) 2004 e 2016. Gold Medal for Best Stage Design, Quadrienal de Praga, 2007. Prémio Enor (Vigo) 2009. Prémio BIAU (Cádiz) 2012 e (São Paulo) 2016. Prémio AICA/MC (Associação Internacional de Críticos de Arte/Ministério da Cultura) 2007, pelo conjunto da sua obra. RIBA Award for International Excellence (Londres) 2016. Selecionado para o European Union Prize for Contemporary Architecture – Mies Van Der Rohe Award (Barcelona) em 2001 e 2015 e finalista do RIBA International Prize (Londres) 2016. Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2017. Em 2006 foi distinguido pela Presidência da República com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique.


ERNESTO COSTA apresentou: [PARECER E SER OU A REALIDADE DO ARTIFICIAL] (comunicação)

sinopse | Hoje a Inteligência Artificial está de novo na moda, muito por culpa dos desenvolvimentos tecnológicos recentes e de mudanças sociais muito substantivas. E com este regresso à superfície, emergem as velhas questões de sempre: podem as máquinas ser inteligentes? Poderá alguma vez existir uma consciência artificial? Um dia as máquinas tomarão conta do (nosso) mundo? Em síntese: em que medida as máquinas são? Para melhor responder a estas questões importa primeiro perceber os fundamentos da própria abordagem cientifica e metodológica, para  depois poder partir para o diálogo entre a ciência e a (nossa) metafísica. É disso que nos ocuparemos nesta apresentação.

23732654_10155801183137305_566265314_o.jpg23757718_10155801181037305_116956682_o.jpg

bio | Ernesto Costa é Professor Catedrático no Departamento de Engenharia Electrotécnica da Universidade de Coimbra, onde concluiu a licenciatura em 1976. Obteve o grau de doutor do 3º Ciclo em Informática Teórica pela Universidade de Paris VI, em 1981, e o grau de Doutor em Engenharia Electrotécnica pela Universidade de Coimbra, em 1985.  Ao longo da sua carreira académica ocupou vários cargos, tendo sido, nomeadamente, Presidente do Departamento de Engenharia Informática (DEIUC), Presidente da Comissão Científica (DEIUC), Director do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra (CISUC). Desde Dezembro de 2012 que é membro eleito do Conselho Geral da Universidade de Coimbra. A sua área de interesse científico é a Inteligência Artificial, e, em particular,  tem trabalhado em Computação Evolucionária, Vida Artificial, Sistemas Complexos, Aprendizagem Computacional, Cognição e Biologia Computacional. Faz parte do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra (CISUC), onde fundou e liderou o Grupo de Inteligência Artificial  (GIA) e, mais recentemente, o Grupo de Computação Evolucionária e Sistemas Complexos (ECOS).  Desde Março de 2017 que é membro do Executive Board da sociedade cientifica SPECIES, de que foi um dos fundadores. Participou em vários projectos científicos, e os seus trabalhos obtiveram vários prémios internacionais. Em 2009 recebeu o EvoStar Award for Outstanding Contributions to the Field of Evolutionary Computation, um prémio europeu de carreira. Publicou mais de 150 trabalhos científicos em livros, revistas e actas de conferências, e organizou vários eventos científicos em Portugal e no estrangeiro.


PAULO RODRIGUES SANTOS apresentou: [IMMUNO.EDITING] (comunicação)

sinopse | O conceito de que o sistema imunológico pode reconhecer e destruir células transformadas foi inicialmente descrito na hipótese de imunovigilância do cancro de Paul Erlich, Macfarlane Burnet e Lewis Thomas. Recentemente, descobriu-se que o sistema imunológico pode editar/esculpir os tumores. Esta edição biológica serve de mote para o tema casa-corpo. Em que medida a nossa casa, o nosso corpo, reconhece, elimina, se equilibra ou sucumbe quando algo escapa ao nosso controlo23770026_10155801256232305_1144817321_o.jpg

23732333_10155801262042305_229750429_o.jpgbio | Paulo Rodrigues Santos: Formação em Ciências Biomédicas, Bioquímica, Biologia Celular, Biomedicina e Ciências da Saúde em Coimbra e Colónia. Estuda a interacção do sistema imunológico com o cancro na Faculdade de Medicina e no Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra. Tem abordado a resposta imune e a forma como alterações celulares e moleculares deste sistema podem ser usadas no desenho de novos tratamentos. É o realizador e locutor programa semanal de jazz :ruclub na Rádio Universidade de Coimbra.


Mais imagens da esquerda para a direita em diálogo Ernesto Costa; João Mendes Ribeiro; Paulo Rodrigues Santos respectivamente das áreas do conhecimento da AI, da Arquitectura e das Neurociências.

23760008_10155801303162305_1168937593_o23732296_10155801304632305_412465941_o

23757596_10155801303272305_2139641855_o23770304_10155801303402305_1174920514_o23798566_10155801302312305_900599336_o23757814_10155801302152305_372928169_o

 

 

 

 


apoios

Screen Shot 2017-10-29 at 14.55.27.png

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s